PT | EN
MANUAL >
Recomendações de segurança no uso do serviço de email
Conforme foi-se apertando a malha e os mecanismos de deteção de SPAM, os emissores destas mensagens viram-se obrigados a encontrar outras formas de continuar com os envios maciços e, neste momento, é prática comum (e ilegal) a utilização de contas e servidores de terceiros, para realizar esses envios.

Duas técnicas utilizadas pelos SPAMMERS para a obtenção de contas de acesso a servidores de email, sobejamente documentadas na internet, são:
  • Tentativa e erro -  É fácil a qualquer técnico, saber exatamente qual o servidor de email para o qual determinado domínio está a utilizar para que as respetivas contas de email estejam a utilizar para realizar o envio de mensagens. Também é relativamente fácil conhecer as suas contas de correio eletrónico - não por acesso ao servidor (porque estes não divulgam essa informação), mas porque os endereços de correio eletrónico de algumas pessoas já estão em inúmeras listas espalhadas pelo mundo. Isto acontece por variadas razões, mas a mais simples é o registo em websites pouco credíveis. Desta forma, programas automáticos vão tentando um conjunto de palavras-chave comuns para verificar se o servidor aceita.

  • SpyWare, Virus, Worms ou outra qualquer forma de Malware instalado no computador do cliente (esta tem tido um crescimento exponencial nos últimos anos);


Desta forma, é fundamental que os clientes criem palavras-chave com um elevado nível de complexidade. A boa prática determina que uma palavra-chave com:
  • Um, ou mais, números  [0-9]
  • Uma, ou mais, letras [a-z] com recurso a minúsculas/maiúsculas;
  • Símbolos: #, %, $, _, ., ;, etc...    
  • Com um tamanho mínimo de 7 dígitos;

São bons exemplos de palavras-chave com elevado número de segurança;

Para compreenderem com mais facilidade a quantidade de recursos que são dispendidos atualmente para tentar minimizar o impato do SPAM na internet, tomemos por exemplo os logs dos servidores de entrada de email da Plako entre as 18h-19h do dia 27 de Julho de 2012. Resultados:
  • Foram iniciadas novas 69.469 ligações para entregar mensagens;
  • Destas, 66.997 mensagens são automaticamente rejeitadas porque o IP de origem é um IP dinâmico, ou porque está numa lista negra;
  • Das 2.472 mensagens que entraram no servidor, 1.103 são marcadas como SPAM e somente as restantes 1.369 mensagens é que são realmente válidas;

Isto quer dizer que apenas 2% das novas mensagens que chegam à rede Plako são efetivamente mensagens de email.

© Copyright 2004- Plako